skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
25 fevereiro 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Álvaro Pacheco: “Temos de ter um jogo posicional muito bom e ser serenos”

Redação
Desporto \ sexta-feira, dezembro 01, 2023
© Direitos reservados
Agradado com a evolução da equipa, treinador do Vitória pede aos seus jogadores para estarem em alerta num duelo com o Farense marcado pela festa em torno do centenário do Estádio de São Luís.

O ambiente em redor do Farense – Vitória, agendado para as 15h30 deste sábado, promete ser de festa; afinal o Estádio de São Luís, inaugurado em 01 de dezembro de 1923, assinala o seu centenário. Além desse contexto, Álvaro Pacheco vê nos leões de Faro “um adversário forte”, com jogadores “muito bem entrosados” que transitam da época anterior, assim como o seu treinador, José Mota. Os seus pupilos precisam assim de estar em alerta e de, ao mesmo tempo, se manterem serenos.

“Há um extra a nível de festa porque o estádio faz 100 anos. Isso serve para estarmos em alerta e para nada nem ninguém nos desviar do nosso foco. Queremos regressar ao que ambicionamos. Disse aos meus jogadores para estarem tranquilos. Vamos ter um jogo com dificuldades, que pode ficar partido, com muitas segundas bolas. Temos de ter um jogo posicional muito bom e de ser serenos”, disse, na antevisão ao duelo da 12.ª jornada da Liga Portugal Betclic.

Acima de tudo, o timoneiro vitoriano quer uma equipa “unida e compacta”, fiel à sua essência, para inverter a sequência de derrotas para o campeonato, frente a Moreirense (1-0) e FC Porto (2-1). A concentração nas tarefas a desempenhar ao longo de 90 minutos importa mais do que o eventual pulo na classificação.

“Olho mais para o rendimento da equipa e para o que tem demonstrado nos últimos jogos. A nível de rendimento a equipa tem vindo a crescer. Se for esse o nosso foco, a equipa está a evoluir e pronta para ter sucesso. Temos uma vontade muito grande de regressar às vitórias”, vinca.

Apesar de não ser fácil mudar as rotinas de uma equipa com a competição em andamento, o técnico diz-se ainda agradado com a evolução do plantel nos dois meses de trabalho às suas ordens.

“Quando há novos treinadores, há sempre novas formas de entender o jogo. É preciso algum tempo para perceber e entrosar-se. A equipa tem tido uma mudança muito positiva. A mudança decorreu no meio da competição. Como treinador, estou muito satisfeito com o crescimento de todos os atletas”, realçou.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #67