skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
22 abril 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

Pedalou-se por “espaço para as bicicletas” no 3.º Kidical Mass Guimarães

Bruno José Ferreira
Sociedade \ segunda-feira, maio 08, 2023
© Direitos reservados
Iniciativa descentralizou-se para as Taipas na manhã deste domingo, levando dezenas de pessoas a pedalar. Objetivo: “reivindicar o espaço que há muito está entregue aos automóveis”.

Várias dezenas de bicicletas, com pequenos e graúdos, percorreram na manhã deste domingo as principais ruas das Taipas, entre as escolas da vila, dando corpo ao terceiro Kidical Mass realizado em Guimarães, um movimento internacional com expressão no nosso país, que se faz sentir também a nível local.

“Kidical Mass porque, como o próprio nome indica, é massa crítica de crianças”, explicou Ana Pinto. “O objetivo é que as nossas crianças venham para a rua reivindicar o espaço que lhes pertence, que está há muito entregue aos automóveis”, sustentou a representante do projeto Get Green, uma das entidades promotoras do evento.

A iniciativa teve como ponto de partida a Escola Secundária das Taipas, passando pelos outros estabelecimentos de ensino, até terminar no parque de lazer. “Quando foi delineamento o percurso foi vincado que a intenção não era irmos para o parque, mas sim causar constrangimentos na via para mostrar que a bicicleta é um meio de transporte”, frisou Ana Pinto.

No entender da organização é necessário fazer com que o “constrangimento que as bicicletas ainda causam na via deixe de ser encarado como um constrangimento e passe a ser como uma normalidade”.

“O balanço não podia ter sido mais positivo”, destaca Ana Pinto, salientando a forma pronta como a junta de freguesia acolheu a ideia de “descentralização” da iniciativa. José Fonseca, membro do executivo da Junta de Freguesia de Caldelas, acrescentou que o propósito é “tirar uso da bicicleta do modo desportivo”, mostrando que “não serve só para isso”, mas também “para se usar em contexto de dia a dia em deslocações mais curtas”.

Paulo Gomes, da Associação Vimaranense para a Ecologia – AVE, esteve também evolvido na organização, dizendo que a parte da consciencialização já chegou às pessoas, falta é dar o passo seguinte: “Toda a gente já percebeu a importância de diminuirmos o uso do carro, pelas muitas implicações que tem, não só a nível de poluição, mas também a nível de espaço. Temos de passar à prática”, sustentou.

“Tivemos crianças, adultos, pais, filhos, a reivindicar as ruas das Taipas para as bicicletas. Superou as nossas expetativas e agora é tornar rotina o uso da bicicleta”, finalizou Ana Pinto.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: