skipToMain
ASSINAR
LOJA ONLINE
SIGA-NOS
Guimarães
15 junho 2024
tempo
18˚C
Nuvens dispersas
Min: 17
Max: 19
20,376 km/h

À Conquista: de vespa, “um evento a nível nacional” dia 22 de junho

Bruno José Ferreira
Sociedade \ quarta-feira, junho 05, 2024
© Direitos reservados
Turismo, inclusão, sustentabilidade e desenvolvimento económico. 'À Conquista', o evento do Vespa Clube de Guimarães que reunirá em Guimarães mais de 100 vespistas um pouco de todo o país e de Espanha

O Vespa Clube de Guimarães, um dos clubes de vespas mais dinâmicos do país (há dois acolheu o Vespa World Days), promove no dia 22 de junho – sábado – mais uma edição do evento “À Conquista”, no qual se usa a icónica marca de duas rodas para promover uma iniciativa “a nível nacional” com “vertente histórica e cultural”.

A programação deste ano, em que o clube celebra duas décadas de existência, contempla a concentração e pequeno-almoço no Ramada, seguindo-se o passeio com visita à Adega Manuel Costa & Filhos. Às 12 horas será inaugurado em Polvoreira o primeiro baloiço vespa de Guimarães, estando o almoço marcado para os “Unidos do Cano”.

Este ano a programação termina com a inclusão de uma visita à Feira Afonsina, uma vez que a data do evento coincide com a realização desta festividade. Rui Rodrigues, recentemente reconduzido na presidência do clube, espera “contar com mais de uma centena de participantes”, a exemplo do que tem acontecido nos últimos anos. “Contamos com a presença de mais de cem vespitas de todo o território nacional e do norte de Espanha neste esvento internacional”, frisou.

O presidente do Vespa Clube de Guimarães destacou, na apresentação do evento realizada esta quarta-feira, que o 'À Conquista' “não é apenas um passeio de vespas”, tratando-se de “uma celebração da história e da cultura e história local”.

A direção do Vespa Clube de Guimarães acredita que este evento promoverá, uma vez mais, o desenvolvimento económico local ao “atrair visitantes e participantes de outras regiões”, sendo ao mesmo tempo uma iniciativa inclusiva ao constituir-se como “uma plataforma para reunir pessoas de todas as idades e origens”.

A sustentabilidade é também uma das preocupações da associação vimaranense, com a promoção de “práticas que minimizem o impacto ambiental”. De modo a atenuar a “poluição”, em articulação com o Laboratório da Paisagem serão plantados cerca de 100 pinheiros bravos no território.

Podcast Jornal de Guimarães
Episódio mais recente: O Que Faltava #73